Localizada ao sudoeste da França, próximo ao Oceano Atlântico, a região de Bordeaux possui o maior vinhedo demarcado em extensão do mundo, e é a maior produtora de vinhos finos. São aproximadamente 13 mil propriedades que cultivam cerca de 100 mil hectares e produzem, em média, por ano 660 milhões de garrafas.

Características de Bordeaux

A região é abastecida por rios. O próprio significado do termo Bordeaux pode ser traduzido, em português, como “a borda de água”. Na verdade, a região, está entre três rios: Dordogne, Garone e Gironde. Os vinhedos acompanham os cursos dos rios Garonne e Dordogne que desembocam no Gironde até o seu estuário. O clima é oceânico temperado. A diversidade de solos é incrível: cascalhos com areia, argilo-calcário, argilo- arenoso e cascalhado.

A geografia de Bordeaux

Os rios Dordogne e Garonne fluem até se encontrar e formar o estuário do Gironde, dividindo os vinhedos de Bordeaux em três grandes áreas. A oeste e ao sul de Gironde estão os distritos de Médoc, Graves e Sauternes, área convencionalmente chamada de “Margem Esquerda”. Ao norte e a leste dos dois rios estão Libournais, Bourg e Blaye, na denominada “Margem Direita”. Já a maior parcela da vasta área entre Dordogne e Garonne é chamada de Entre-Deux-Mers.

Principais sub-regiões geográficas de Bordeaux
Margem Esquerda Margem Direita Entre-Deux-Mers
Bas-Médoc (Médoc) Saint-Émilion Loupiac
Haut-Médoc Pomerol Saint-Croix-du-Mont
Pessac-Léognan Lalande-de-Pomerol Cadillac
Graves Fronsac e Canon-Fronsac Côtes de Bordeaux St. Macaire
Sauternes e Barsac Côtes de Blaye Premières Côtes de Bordeaux
Cérons Côtes de Castillon
Côtes de Franc
Côtes de Bourg

Dentre as principais sub-regiões geográficas, destacamos:

Na “Margem Esquerda”.

Médoc:  Localizada entre o Atlântico e o estuário do Gironde, se divide em Haut-Médoc, mais ao sul, e Bas-Médoc, mais ao norte, normalmente chamada de “Médoc”. O solo é pobre, filtrante e quente, perfeito para a maturação completa da Cabernet Sauvignon. Seus vinhos são mais robustos, encorpados e com excelente potencial de guarda. Haut-Médoc, por sua vez, tem várias sub-regiões, incluindo Saint-Éstèphe, Pauillac, Saint-Julien e Margaux.

Graves: A região está abaixo da cidade de Bordeaux e acompanha o curso do Garonne. O solo é mais arenoso e argiloso, produzindo vinhos tintos mais encorpados. Sua melhor denominação é Pessac-Léognan. Tem expertise na produção de vinhos brancos e se empenha em melhorar a qualidade dos tintos.

Sauternes e Barsac: Localizada a 40 Km ao sul da cidade de Bordeaux. O vinho dessa região é encorpado e, geralmente, tem grande poder de guarda. Sauternes também é conhecida por ser uma região em boas condições para o desenvolvimento da podridão nobre para o vinho. O fungo Botritys Cinérea ataca a uva, eliminando sua água. Com isso, o açúcar e demais propriedades aromáticas são realçadas, dando origem ao famoso vinho de sobremesa Sauternes. Sua principal casta é a Sémillon. Recebem a denominação de Sauternes os vinhos doces da região e outros de três comunas entre Sauternes e Borsac, que são: Preignac, Bommes e Fargues.

 

Na Margem Direita

Libournais: Localizada na margem direita do rio Dordogne, ao redor da cidade de Libourne. Seus vinhos são quase que exclusivamente tintos e a casta predominante é a Merlot. Pomerol e Saint-Émilion são as regiões de destaque desta Margem.

Saint-Émilion: A região tem a Merlot como sua casta dominante. Outra variedade bastante utilizada é a Cabernet Franc, chamada por lá de Bouchet. Devido ao uso dessas duas uvas, os vinhos de Saint-Émilion levam entre quatro e oito anos para alcançar sua plenitude. Como resultado, o vinho tem elegância, equilíbrio e aromas aguçados com o decorrer de seu amadurecimento.

Pomerol A região é dominada por chatêaux de qualidade superior. Existem dois tipos de solos na região, marcados por cascalho e areia ou cascalho e argila. Há o predomínio da uva Merlot, principalmente com cortes com a Cabernet Franc. Os vinhos dessa região costumam ter maturação entre cinco e dez anos.

Entre Deux-Mers

Localizada entre os rios Garonne e Dordogne, em encostas suaves e pequenos vales, a região produz mais brancos que tintos e as principais castas são: Sémillon e Sauvignon Blanc. A composição do solo é basicamente argilo-calcária. Diferentemente do restante de Bordeaux, predominam os vinhos brancos secos à base de Sauvignon Blanc e Sémillon, frescos e para serem consumidos jovens. São os únicos autorizados a serem rotulados com a denominação Appellation d’Origine Contrôlée – AOC Entre-Deux-Mers.

Loupiac: Vinhedo bastante antigo, que cobre as colinas do braço direito do Rio Garonne e que produz belos vinhos licorosos, mas num estilo mais fresco, com boa acidez e vivacidade, funcionando muito bem como aperitivo.

Cadillac : Faz parte da AOC Côtes de Bordeaux Saint-Macaire, tornou-se apelação de vinhos licorosos a partir de 1980.

Sainte-Croix-du-Mont : Dominada por colinas e pela proximidade ao Rio Garonne, é pouco conhecida, embora com vinhos nobres, de sabores intensos e estruturados.

Comentários

Facebook Comments Plugin Powered byVivacity Infotech Pvt. Ltd.

Victor Calmon
Últimos posts por Victor Calmon (exibir todos)