Rendimento: 3 a 4 porções

Tempo de preparo: 1 hora

Dificuldade: media

Você pode reconhecer este prato francês icônico no menu À La Carte. Tem uma história longa e interessante na paisagem culinária que pensávamos que compartilharíamos com você.   A receita de um clássico da culinária francesa, o bouef bourguignon, com carne bovina, bacon, vinho tinto, cogumelo e legumes ensopados, preparada de uma forma atípica. Substitui alguns ingredientes, o vinho tinto pela red ale da cervejaria hump, que entra também na harmonização desse prato, o cogumelo pelo pinhão e a carne bovina, geralmente alcatra, pela língua bovina, mantive os legumes e o bacon. O resulto me agradou bastante. Vale apena conferir.

 

Ingredientes

  • 1 Kg língua bovina
  • 2 Red Ale Hump
  • ½ kg batata bolinha
  • 4 cebolas pérola
  • 2 colheres de sopa molho de tomate
  • 2 cenouras
  • ½ kg pinhão cozidos e descascados
  • 200 gramas de bacon
  • 1 maço de salsinha
  • 2 folhas de louro
  • Sal e pimenta do reino a gosto

 

Modo de preparo

Pré cozinhe a língua bovina na pressão com uma pitada de sal por 30 minutos.

Limpe a língua bovina e corte em cubos médios.

Numa panela media refogue o bacon picado, as cebolas cortadas ao meio, a língua bovina, as cenouras e as batata descascadas, refogue bem até caramelizar o fundo da panela.

Adicione um copo da cerveja e o molho de tomate, deixe ferver e, logo em seguida, adicione as folhas de louro e os pinhões, já cozidos e sem casca, uma pitada de sal e pimenta do reino, deixe ferver em fogo baixo por alguns minutos até reduzir e dar o ponto de molho.

Montagem

Coloque os cubos de língua bovina no centro e a cebola, cenoura e pinhão ao redor, decore com salsinha e sirva com a cerveja red ale.

Dica

A língua bovina pode ser substituída por alcatra, mignon ou coxão mole, o pinhão pode ser substituído por cogumelo paris ou champignon.

Curiosidades:

  • Bœuf Bourguignon, ou Boeuf à la Bourguignonne, era anteriormente chamado de “Éstouffade de bœuf. Porque, é um tipo de ensopado à base de carne e vinho. Esta cozinha vem diretamente da Borgonha, uma região da França famosa por seus vinhos e criação do gado Charolais. Só muito mais tarde foi decidido chamá-lo de “bœuf bourguignon” para mostrar internacionalmente as riquezas de seu lugar de origem. Depois essa receita começou a ser exportada para todo o mundo. A história nos mostra que essa receita já foi um prato popular para os camponeses durante as festas. Esses camponeses provaram muitas coisas como acompanhamento, mas o que se tornou tradição nesse período foram as torradas com alho. Depois se tornou um prato de domingo por excelência. E cada família tinha sua própria maneira de cozinhar o Bourguignon passando a ser servido com batatas, massas, purê e etc.

 

  • Auguste Escoffier trouxe esse prato provincial para as mesas de jantar do povo da cidade da alta sociedade. Quem jantou em grande estilo nos caros e elegantes restaurantes de alta gastronomia de Paris e Londres, como o Ritz, o Savoy e o Carlton Hotel.

 

  • Seu método original usava um pedaço inteiro de carne, mas a receita evoluiu para o uso de carne em cubos ou em cubos. Essa evolução foi em parte lançada pela famosa autora americana de livros de culinária, chef e estrela de TV Julia Child, que escreveu o épico livro de receitas de 1961: Mastering the Art of French Cooking. Neste livro, Julia incluiu sua opinião sobre a receita clássica, incorporando bananas, além de instruções para secar a carne com papel toalha antes de colocá-la na panela e várias outras técnicas específicas que tornaram sua receita extremamente popular.  Julia Child entregou as delícias do boeuf bourguignon às cozinhas americanas. Ela o descreveu em seu livro como “certamente um dos mais deliciosos pratos de carne criados pelo homem” e tornou-se uma de suas receitas mais conhecidas, levando-o ao estrelato da culinária internacional.

Comentários

Facebook Comments Plugin Powered byVivacity Infotech Pvt. Ltd.

Chef Júnior Neves
Últimos posts por Chef Júnior Neves (exibir todos)